E! Online US - Top Stories

27 de nov de 2011

Um cara comum chamado Tom (Larry) Hanks!

Sim, eu reverencio o ator Tom Hanks. Gosto de falar sobre ele e seus filmes aqui no meu blog também. Essa semana o filme Larry CrowneO amor está de volta chegou às locadoras e o lançamento em DVD é só mais uma oportunidade para falar desse ator que conseguiu, durante toda a sua carreira, angariar um número impressionante de fãs com um jeito bastante peculiar – sendo um cara bacana, comum, e dando um duro danado para chegar aonde chegou.
O termo Good Guy, cara legal, sempre caiu como uma luva para Tom Hanks. E em Larry Crowne, filme que ele protagoniza e dirige, ele prova mais uma vez porque, afinal, é visto dessa forma pela imprensa mundial e pelo público idem.
A certa altura da vida Larry é demitido. Isso é uma surpresa não só para ele, mas para os colegas. Os Estados Unidos passam por uma crise econômica que parece não ter fim. Então, Larry senti na pele o desgosto de ter que começar tudo de novo.
Eis uma premissa batida e óbvia para qualquer filme. Mas o que Larry Crowne pretende mostrar é que pode haver bom humor e esperança numa situação normalmente desalentadora. Tom Hanks faz de Larry um homem capaz de levantar a cabeça e seguir em frente, apesar da crise.
Entre outras providências, resolve acatar o conselho de um ex-colega de trabalho e volta a estudar. O que acontece, de fato, é que sua demissão foi motivada justamente por causa da sua falta de graduação.
Pasmo, mas decidido, Larry volta a encarar a rotina de estudos com a costumeira boa vontade e esperança que sempre lhe foram o cartão de visita. Não, não estou falando de um rapaz simplório e limítrofe. Tom Hanks não repete em Larry Crowne o tocante papel vivido em Forrest Gump.
Larry anseia sair da crise como qualquer pessoa. E para isso cria atalhos (honestos!) e resolve comprar uma motocicleta de baixa cilindrada por que descobre que isso pode ser bastante econômico para alguém desempregado.
Durante os estudos, conhece um grupo de motociclistas legais e começa a experimentar os meandros da paixão, fruto de sua convivência com a professora de Retórica Mercedes (Julia Roberts).
Em Larry Crowne as palavras-chave são: Começar e Entusiasmo. Fica patente que o ator decidiu rodar esse filme para levar aos norte-americanos a mensagem de que vale a pena lutar com entusiasmo, custe o que custar.
Não ficou preocupado com cifras nem críticas. Tom Hanks tem uma carreira sólida e só quer, na verdade, que as pessoas, americanas ou não, vivam em paz com suas conquistas, mesmo que seja numa simples motocicleta.
Tom Hanks no intervalo de Larry Crowne

Nenhum comentário:

Postar um comentário